top of page

Sexta chave para o sucesso: Se inspirar em alguém


Há muitas fontes de inspiração:


Tantas pessoas que obtiveram sucesso, ao pesquisarmos no Google, iremos ter uma lista de pessoas inspiradoras, em várias áreas em que elas se dedicaram e não desistiram.


Às vezes há alguém muito próximo, admirável que nos inspira, seu exemplo nos ajuda a seguir um caminho de crescimento e sucesso, temos que honrá-lo com nosso respeito.


Há um livro que acho muito interessante, Cresça1% ao dia de Fernão Battistono, que a cada capítulo ele apresenta uma pessoa inspiradora atual ou de tempos antigos, indico a leitura, pois todas deixam uma lição de vida que podemos refletir e aquilo que faz sentido para nós, pode nos acrescentar.


Há uma pessoa que não foi mencionada neste livro que para mim é o ícone da inspiração: Jesus Cristo de Nazaré.


Então vou fazer umas considerações sobre esta personalidade que nos inspira em todas as áreas de nossas vidas.


Jesus tinha uma natureza COMPASSIVA. Ele teve compaixão das multidões "porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor" (Mateus 9:36). Por causa de Sua compaixão por essas pessoas, Cristo curou suas doenças (Mateus 14:14; 20:34) e, por causa da fome que as afligia, criou comida suficiente para alimentar grandes multidões em pelo menos duas ocasiões (Mateus 14:13–21; 15:29–39). Jesus era SÉRIO e FOCADO. Ele tinha uma missão na vida e nunca se desviou dela, sabendo o seu peso e quão curto era o tempo. Sua atitude era a de um SERVO. Ele "não veio para ser servido, mas para servir" (Marcos 10:45).

GENTILEZA e ALTRUÍSMO caracterizaram Sua personalidade.

Jesus tinha um coração de MISERICÓRDIA e PERDÃO. Na cruz, Ele orou: "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem" (Lucas 23:34). Jesus era AMOROSO em Seus relacionamentos. Por exemplo, João 11:5 diz: "Ora, Jesus amava Marta, a irmã dela e Lázaro" (João 11:5). João se referiu a si mesmo como o discípulo "a quem Jesus amava" (João 13:23). Jesus tinha uma reputação de ser BOM e CUIDADOSO. Ele curou com frequência para que as pessoas soubessem quem era. Verdadeiramente, Ele provou ser o Filho do Deus vivo por todos os milagres que fez, mostrando o tempo todo cuidado pelas aflições daqueles que O cercavam. Jesus era HONESTO e VERDADEIRO. Ele nunca violou a Sua própria palavra. Ele falou a verdade onde quer que fosse. Ele viveu uma vida que poderíamos seguir explicitamente. Jesus disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida" (João 14:6). Ao mesmo tempo, Ele era PACÍFICO. Cristo não argumentava para Se defender nem tentou forçar a Sua entrada no coração das pessoas. Jesus era ÍNTIMO com Seus seguidores. Cristo passou tempo de qualidade e quantidade com eles. Ele desejava a sua companhia, ensinando-os e ajudando-os a se concentrarem no que era eterno.

Jesus era um LÍDER FORTE, mas MANSO. Aonde quer que fosse, o povo O seguia, ansioso por ouvir Seus ensinamentos. As pessoas ficaram maravilhadas com a AUTORIDADE com a qual Jesus falava (Marcos 1:27–28; Mateus 7:28–29). Jesus era PACIENTE, conhecendo e compreendendo nossas fragilidades. Várias vezes nos Evangelhos, Jesus verbalizou Sua paciência diante de provocações infiéis (Mateus 8:26; Marcos 9:19; João 14:9; 2 Pedro 3:9).


Por isso também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor. Filipenses 2: 11


Jesus é digno de todo louvor e adoração, Ele é o modelo de caráter e de pessoa a nos inspirar.

Nena Fonseca



bottom of page