top of page

Um encontro de almas -Storytelling Letícia e Alysson

Atualizado: 27 de jan. de 2023



Letícia fazia curso Superior de Administração de Empresas no ano 2008, iniciou em uma faculdade e no segundo semestre mudou para outra.

Insatisfeita com a mudança, ela deixava seus materiais na faculdade em que estava matriculada e ia para a antiga, rever os amigos e acabava ficando por lá, assistia as aulas e retornava ao final do período para pegar a presença e seus materiais, assim ela fez durante todo o semestre.

Quando chegou outubro, algo aconteceu que mudou toda a história da vida de Letícia!

Um rapaz jovem, bonito, porém com roupas antiquadas para a idade dele como pulôver por cima de uma camisa social e também calça social, cabelo penteado bem certinho, estava na porta da sua sala de aula, quando ele avistou vindo em sua direção uma linda moça, magra, cabelos longos, morena linda com uma saia longa amarela florida, arrastando ao chão, seu corpo movimentava à medida que ela andava, deixou o rapaz hipnotizado.

De repente esta moça, entrou em sua sala e sentou-se em uma das cadeiras.

O rapaz pensou: — Como eu nunca percebi esta garota aqui?

Mas ele não sabia que ela só estava esperando a chamada para escapulir.

Ele não quis deixar que aquele momento passasse sem que ele descobrisse, quem era e se aproximou para puxar conversa:

— Oi, você tem uma balinha?

Letícia não deu ideia para o garoto e respondeu:

— Não.

Ele muito tímido ficou sem graça com esta recusa tão seca.

Mas o destino, ou providência divina, prefiro assim chamar, fez com que eles se reencontrassem no dia seguinte.

O pai de Letícia sempre a levava e buscava da faculdade, ela tinha carro, era habilitada, porém não estava se sentindo segura para dirigir, mas algo fez com que seu pai atrasasse e ele falou para ela ir de carro, ainda não sentindo-se pronta, resolveu pegar um ônibus.

Quando ela entrou no ônibus, um rosto conhecido lhe chamou a atenção, o rapaz da faculdade que lhe pediu uma balinha, ela não pensou duas vezes, sentou-se ao seu lado.

No ônibus conversaram e ele se apresentou a ela, seu nome é Alysson, descobriram que moravam muito próximo um do outro.

Chegando desceram na parada de ônibus da faculdade, Letícia parou em uma das barraquinhas de doces que havia ali e comprou um saco cheio de balas sortidas e falou:

— Agora eu tenho balinhas, pode escolher a que você quiser. — Sorriu.

Alysson mergulhou naquele sorriso, a partir deste momento algo mexeu em seu coração.

Descobriram ao entrar que neste dia havia uma programação especial, show de músicas e atividades culturais, então eles ficaram juntos curtindo as bandas que se apresentavam e um laço de amizade se formou neste dia.

Ao chegar em casa Letícia comentou com sua irmã, que é apenas um ano e pouco mais nova que ela, sobre o novo amigo.

— Irmã, conheci um garoto na faculdade, ele é muito nerd, mas é legal.

— Neste final de semana nossos pais vão a um evento, eu e o Rafa vamos ficar em casa, vem o primo dele e a namorada, vamos fazer churrasco, assistir um filme. O que você acha de chamá-lo para vir aqui e a gente o conhece melhor.

— Vou chamá-lo.

Quando o sábado chegou, Alysson estava super envergonhado de estar na casa da moça que acabara de conhecer, ele não passou sem ser notado pelos outros jovens pela forma que ele se vestia, chegou portando um guarda-chuva que de longe, parecia uma bengala e seus óculos grossos completava o visual.

Os pais de Letícia estavam de saída, mas antes o pai deixou a ordem:

—Fiquem todos aqui, não vão sair de casa tarde da noite. —Ele estava preocupado se os rapazes iriam beber e o bairro era muito perigosos à noite, trancou a porta e levou a chave.

Alysson achou isso super estranho, dormir na casa de uma moça que acabou de conhecer.

Letícia e Alysson se conheceram um pouco mais, e ele fez novas amizades e conheceu o irmão adolescente dela.

Quando foi mais tarde, as meninas subiram para dormir, o irmão e o Rafa também, Alysson estava meio perdido, Rafa, namorado da Gabriella que já estava acostumado com a casa falou:

— Tem camas extras no quarto do Carlos Cezar. Venha eu vou te mostrar.

Quando foi 06 horas da manhã, Alysson avisou ao Rafa que precisava ir:

— Vão chegar uns parentes lá em casa bem cedinho. —Ele não queria procurar a chave, passou pela grade solta do portão e foi embora.

Desde este dia em diante Letícia não matou mais aula, havia um motivo para estar na faculdade todos os dias, e nos finais de semana, Alysson ia para a casa dela, assistiam TV, conversavam e na hora de dormir, ela ia para seu quarto e ele para o quarto do irmão dela, mas nem um beijo ainda tinham trocado.

Alysson estava insatisfeito com esta situação, ele não sabia se estava namorando com Letícia ou era só uma amizade, ele nunca tinha passado por uma situação desta, num sábado à noite, meados de dezembro, eles foram para uma festa na casa de parentes do Rafa, quando estavam voltando para casa, Alysson anuncia que iria dormir em sua casa.

Letícia resolveu então tomar iniciativa e no banco de trás do carro, beijou Alysson apaixonadamente, foi um momento em que todas as expectativas foram superadas e Alysson não queria que este momento fosse quebrado e mudou de ideia, e falou com o Rafa que estava dirigindo o carro:

—Pode seguir, vou para a casa com vocês.

E assim um novo passo neste relacionamento foi dado, mas algo ainda não estava certo e os dias foram se passando e o sentimento de insegurança estava rondando.

No Ano Novo foram para a casa de uma tia com toda a família, dançaram, conversaram se divertiram muito, ao voltarem para casa, sentaram-se na cozinha de casa de Letícia para conversar, todos já haviam se recolhidos para seus quartos.

Alysson, falou:

— Eu não estou satisfeito com esta situação...

Letícia já ficou nervosa com esta frase e pensou: — Ele vai terminar comigo no primeiro dia do ano! Não acredito! E resolveu adiar esta conversa para a manhã seguinte.

— Vamos dormir, de manhã a gente conversa, estou com muito sono. Boa noite.

Letícia deixou Alysson sozinho e pensou: — Amanhã eu vou acordar bem cedinho e eu que vou terminar com ele! Que absurdo! Vou mandá-lo embora!

Com certeza esta noite foi muito angustiante para os dois e logo cedinho a Letícia foi ao encontro de Alysson, sentou-se na cama dele, quando ele sentiu a presença dela, abriu os olhos e perguntou:

— Você quer namorar comigo?

Com certeza Letícia soltou o ar que estava prendendo e sentiu um grande alívio!

No dia 01 de janeiro, começaram a namorar e sempre que mais um novo ano se inicia, renovam-se os votos de amor, respeito, comunhão e harmonia entre eles.

Um pouco do Alysson podemos ver hoje na Letícia e um pouco da Letícia nele. Ah! Para ilustrar esta afirmação, hoje ele se veste bem moderno e a Letícia é super responsável!

São casados, felizes com suas duas lindas filhas.

Acredite no amor!

Contado por Letícia e escrito por Nena Fonseca





Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page